Matthew 19

A Questão do Divórcio

(Mc 10.1-12) Quando acabou de dizer essas coisas, Jesus saiu da Galileia e foi para a região da Judeia, no outro lado do Jordão. Grandes multidões o seguiam, e ele as curou ali. Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova. E perguntaram-lhe: “É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo?”

Ele respondeu: “Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’
Gn 1.27
e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’
Gn 2.24
?
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe”.

Perguntaram eles: “Então, por que Moisés mandou dar uma certidão de divórcio à mulher e mandá-la embora?”

Jesus respondeu: “Moisés permitiu que vocês se divorciassem de suas mulheres por causa da dureza de coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio. Eu digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual
Grego: porneia; termo genérico que se refere a práticas sexuais ilícitas.
, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério”.

10 Os discípulos lhe disseram: “Se esta é a situação entre o homem e sua mulher, é melhor não casar”.

11 Jesus respondeu: “Nem todos têm condições de aceitar esta palavra; somente aqueles a quem isso é dado. 12 Alguns são eunucos porque nasceram assim; outros foram feitos assim pelos homens; outros ainda se fizeram eunucos
Ou renunciaram ao casamento
por causa do Reino dos céus. Quem puder aceitar isso, aceite”.

Jesus e as Crianças

(Mc 10.13-16; Lc 18.15-17)
13 Depois trouxeram crianças a Jesus, para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas. Mas os discípulos os repreendiam. 14 Então disse Jesus: “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas”. 15 Depois de lhes impor as mãos, partiu dali.

O Jovem Rico

(Mc 10.17-31; Lc 18.18-30)
16 Eis que alguém se aproximou de Jesus e lhe perguntou: “Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna?” 17 Respondeu-lhe Jesus: “Por que você me pergunta sobre o que é bom? Há somente um que é bom. Se você quer entrar na vida, obedeça aos mandamentos”.

18 “Quais?”, perguntou ele.

Jesus respondeu: “ ‘Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não darás falso testemunho, 19 honra teu pai e tua mãe’
Êx 20.12-16; Dt 5.16-20
e ‘Amarás o teu próximo como a ti mesmo’
Lv 19.18
”.

20 Disse-lhe o jovem: “A tudo isso tenho obedecido. O que me falta ainda?”

21 Jesus respondeu: “Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me”.

22 Ouvindo isso, o jovem afastou-se triste, porque tinha muitas riquezas.

23 Então Jesus disse aos discípulos: “Digo a verdade: Dificilmente um rico entrará no Reino dos céus. 24 E digo ainda: É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus”.

25 Ao ouvirem isso, os discípulos ficaram perplexos e perguntaram: “Neste caso, quem pode ser salvo?”

26 Jesus olhou para eles e respondeu: “Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis”.

27 Então Pedro lhe respondeu: “Nós deixamos tudo para seguir-te! Que será de nós?”

28 Jesus lhes disse: “Digo a vocês a verdade: Por ocasião da regeneração de todas as coisas, quando o Filho do homem se assentar em seu trono glorioso, vocês que me seguiram também se assentarão em doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. 29 E todos os que tiverem deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe
Alguns manuscritos acrescentam ou mulher.
, filhos ou campos, por minha causa, receberão cem vezes mais e herdarão a vida eterna.
30 Contudo, muitos primeiros serão últimos, e muitos últimos serão primeiros.

Copyright information for PNVI