Psalms 12

Para o mestre de música. Em oitava. Salmo davídico.

Salva-nos, Senhor!
Já não há quem seja fiel;
já não se confia em ninguém entre os homens.

Cada um mente ao seu próximo;
seus lábios bajuladores falam
com segundas intenções.


Que o Senhor corte
todos os lábios bajuladores
e a língua arrogante

dos que dizem:
“Venceremos graças à nossa língua;
somos donos dos nossos lábios!
Ou nossos lábios são lâminas cortantes!

Quem é senhor sobre nós?”


“Por causa da opressão do necessitado
e do gemido do pobre, agora me levantarei”,
diz o Senhor.
“Eu lhes darei a segurança que tanto anseiam.”
Ou “Eu os protegerei dos que anseiam destruí-los.”

As palavras do Senhor são puras,
são como prata purificada num forno,
sete vezes refinada.


Senhor, tu nos guardarás seguros,
e dessa gente nos protegerás para sempre.

Os ímpios andam altivos por toda parte,
quando a corrupção é exaltada entre os homens.


Copyright information for PNVI