Ezekiel 31

E sucedeu no décimo primeiro ano, no terceiro mês, ao primeiro dia do mês, que veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Filho do homem, dize a Faraó rei do Egito, e a sua multidão: A quem és semelhante em tua grandeza? Eis que a Assíria era um cedro no Líbano, belo de ramos, de grande sombra com sua folhagem, e alto de estatura; e seu topo estava entre ramos espessos. As águas o fizeram crescer, o abismo o ergueu; com suas correntes ia ao redor de sua base, e enviava seus canais de águas a todas as árvores do campo. Por isso sua altura se ergueu acima de todas as árvores do campo; seus galhos se multiplicaram, e seus ramos que gerava se alongaram por causa das muitas águas. Todas as aves do céus faziam ninhos em seus ramos, e todos os animais do campo tinham filhotes abaixo de sua folhagem; e todos os grandes povos habitavam à sua sombra. Assim era belo em sua grandeza, na extensão de seus ramos; porque sua raiz estava junto a muitas águas. Os cedros não o encobriram no jardim de Deus; as faias não eram semelhantes a seus ramos, nem os castanheiros eram semelhantes a seus renovos; nenhuma árvore no jardim de Deus era semelhante a ele em sua beleza. Eu o fiz belo com a multidão de seus ramos; e todos os árvores do Éden, que estavam no jardim de Deus, tiveram inveja dele. 10 Portanto assim diz o Senhor DEUS: Dado que te elevaste em estatura, e levantou seu topo no meio de ramos espessos, e seu coração se exaltou em sua altura, 11 Por isso eu o entreguei na mão do mais poderoso das nações, para que o tratasse; por sua perversidade o lancei fora. 12 E estrangeiros o cortaram, os mais terríveis das nações, e o deixaram; seus ramos caíram sobre os montes e por todos os vales, e seus renovos foram quebrados por todas as correntes da terra; e todos os povos da terra saíram de sua sombra, e o deixaram. 13 Todas as aves do céu habitaram sobre sua ruína, e todos os animais do campo estiveram sobre seus ramos; 14 Para que todas as árvores bem regadas com águas não se elevem em sua estatura, nem levantem seu topo no meio dos ramos espessos, nem todas as que bebem águas se tornem poderosas de tão altas; porque todos estão entregues à morte, no meio dos filhos dos homens, para abaixo da terra. 15 Assim diz o Senhor DEUS: No dia em que ele desceu ao mundo dos mortos, mandei fazer luto, fiz cobrir o abismo por ele, e detive seus rios, e as muitas águas foram retidas; cobri o Líbano de trevas por ele, e e por ele todas os árvores do campo se desfaleceram. 16 Do estrondo de sua queda eu fiz tremer as nações, quando eu o fiz descer ao mundo dos mortos com os que descem à cova; e todas os árvores de Éden, as mais valiosas e melhores do Líbano, todas as que bebem águas, consolaram-se abaixo da terra. 17 Também eles desceram com ele ao mundo dos mortos, com os mortos à espada, e os que foram seu braço, e habitavam à sua sombra em meio das nações. 18 A quem, pois, tu és semelhante em glória e em grandeza entre as árvores do Éden? Porém tu serás derrubado com as árvores do Éden para abaixo da terra; entre os incircuncisos jazerás, com os mortos à espada. Este é Faraó e toda a sua multidão, diz o Senhor DEUS.
Copyright information for PorLivre