Hebrews 9

Ora, de fato, também o primeiro pacto tinha ordenanças de culto divino, e o santuário terrestre. Porque um Tabernáculo foi preparado, o primeiro, em que havia tanto o candelabro, como a mesa, e os pães da proposição; o qual é chamado o Santuário. Mas após o segundo véu, estava o Tabernáculo, o qual é chamado Santo dos Santos; Que tinha o incensário de ouro, e a Arca do pacto, coberta ao redor, por todos os lados, com ouro; na qual estava o vaso de ouro contendo o maná e a vara de Arão que florescera, e as tábuas do pacto; E acima dela, os querubins da glória, sombreando o propiciatório; das quais coisas agora não é oportuno falar em detalhe. Ora, tendo sido estas coisas assim preparadas, na verdade, a todo tempo os sacerdotes entram no primeiro Tabernáculo, para cumprir os serviços divinos; Mas no segundo, só o sumo sacerdote, uma vez no ano, não sem sangue, que oferece por si mesmo, e pelos pecados de ignorância do povo; O Espírito Santo dá a entender isto: Ainda não foi manifesto o caminho para o mais santo dos Santos lugares, enquanto o primeiro Tabernáculo ainda está em pé; O qual é uma figura para o tempo presente, em que são oferecidos, tanto ofertas, como sacrifícios, que não podem, quanto a consciência, santificar aquele que serve. 10 Essas coisas consistem somente em comidas e bebidas, e vários lavamentos, e ordenanças da carne, que são impostas até ao tempo da correção. 11 Mas quando veio Cristo, o Sumo Sacerdote dos bens futuros, através do maior e mais perfeito Tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação; 12 Nem pelo sangue de bodes e bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou uma vez para os Santos lugares, tendo obtido uma eterna redenção para nós. 13 Pois se o sangue de touros e bodes, e o espalhar de cinzas de uma novilha sobre os imundos, os santifica para purificação da carne; 14 Quanto mais o sangue do Cristo, que pelo Espírito eterno ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo? 15 E por isso ele é o Mediador de um Novo Testamento, para que os que foram chamados recebam a promessa da herança eterna, posto que uma morte veio a acontecer para reconciliar as transgressões que estavam debaixo do primeiro Testamento; 16 Pois onde um testamento, é necessário que venha a acontecer a morte do testador. 17 Porque um testamento se confirma nos mortos; uma vez que nunca é válido enquanto o testador vive, 18 Por isso também o primeiro não foi consagrado sem sangue; 19 Porque, depois de ter sido pronunciado a todo o povo por Moisés todo mandamento segundo a Lei; ele pegou o sangue dos bezerros e bodes, com água e lã purpúrea e hissopo, e aspergiu tanto ao próprio livro, como a todo o povo, 20 Dizendo: Este [é] o sangue do Testamento que Deus ordenou para vós. 21 E semelhantemente também aspergiu com o sangue ao Tabernáculo, e a todos os vasos do serviço. 22 E quase todas as coisas, segundo a Lei, são purificadas com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão. 23 Portanto na verdade, é necessário as representações figurativas das coisas que estão nos céus, serem purificadas com estas coisas; mas as celestiais, elas mesmas com melhores sacrifícios que estes. 24 Porque Cristo não entrou para os Santos lugares feitos por mãos, representações do verdadeiro; mas sim para o próprio Céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus. 25 Nem também para se oferecer a si mesmo muitas vezes, como o sumo Sacerdote entra a cada ano para os Santos lugares com sangue alheio; 26 (De outra maneira lhe seria necessário padecer muitas vezes desde a fundação do mundo), mas agora ele se manifestou uma vez no fim dos tempos, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo. 27 E assim como está ordenado aos seres humanos morrerem uma vez, e depois, o juízo; 28 Assim também Cristo, que se ofereceu uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá pela segunda vez sem pecado, aos que o esperam para a salvação.
Copyright information for PorLivre