Nahum 3

Ai da cidade sanguinária, toda cheia de mentiras e de saques; o roubo não cessa. Ali há o som de açoite, e o estrondo de movimento de rodas; os cavalos atropelam, e as carruagens vão saltando. O cavaleiro ataca, a espada brilha, e a lança resplandece; e ali haverá muitos mortos, e multidão de cadáveres; haverá corpos sem fim, e tropeçarão nos corpos mortos. Por causa da multidão das prostituições da prostituta muito charmosa, mestra de feitiçarias, que vende os povos com suas prostituições, e as famílias com suas feitiçarias. Eis que estou contra ti, diz o SENHOR dos exércitos, e descobrirei tuas saias sobre tua face, e mostrarei tua nudez às nações, e tuas nudez aos reinos. E lançarei sobre ti coisas abomináveis, e te envergonharei, e te tornarei em ridicularização pública. E será que todos os que te virem fugirão de ti, e dirão: Nínive está destruída; quem terá compaixão dela? Onde buscarei para ti consoladores? És tu melhor que Nô-Amom, que estava situada entre os rios, cercada de águas, cuja fortificação era o mar, e o rio como muralha? Cuxe e Egito era sua fortaleza sem limites; Pute e Líbia estavam para tua ajuda. 10 Porém ela foi levada em cativeiro; também suas crianças foram despedaçadas nas esquinas de todas as ruas; e sobre seus nobres lançaram sortes, e todos seus maiorais foram aprisionados com grilhões. 11 Tu também estarás bêbada, e te esconderás; tu também buscarás fortaleza por causa do inimigo. 12 Todas as tuas fortalezas são como figueiras com os primeiros figos, que ao serem sacudidas, caem na boca de quem quer comer. 13 Eis que teu exército será como mulheres no meio de ti; as portas de tua terra se abrirão a teus inimigos; fogo consumirá teus ferrolhos. 14 Reserva a ti água para o cerco, fortifica tuas fortalezas; entra na lama, pisa o barro, conserta o forno. 15 Ali o fogo te consumirá, a espada te cortará, te consumirá como o inseto devorador; multiplica-te como o inseto devorador; multiplica-te como o gafanhoto. 16 Multiplicaste teus mercadores mais que as estrelas do céu; o inseto devorador estende as asas, e sai voando. 17 Teus oficiais são como gafanhotos, e teus capitães como enxames de gafanhotos que pousam em nas paredes nos dias de frio; quando o sol se levanta eles voam, de modo que não se pode saber seu lugar onde estiveram. 18 Teus pastores cochilam, ó rei da Assíria, teus nobres descansam; teu povo se espalhou pelos montes, e ninguém o ajuntará. 19 Não há cura para tua ferida; tua chaga é fatal; todos os que ouviram tua fama baterão palmas por causa de ti, pois sobre quem tua maldade não passou continuamente?
Copyright information for PorLivre