Psalms 137

Junto aos rios da Babilônia nos sentamos e choramos, enquanto nos lembramos de Sião. Sobre os salgueiros que há no meio dela penduramos nossas harpas. Porque ali os que tinham nos capturado nos pediam letras de canções, e os que nos destruíram, que os alegrássemos, dizendo: Cantai para nós [algumas] das canções de Sião. Como cantaríamos canções do SENHOR em terra estrangeira? Se eu me esquecer de ti, ó Jerusalém, que minha mão direita se esqueça de sua habilidade. Que minha língua grude no céu da boca se eu não me lembrar de ti, se eu não pôr Jerusalém acima de todas as minhas alegrias. Lembra-te, SENHOR, dos filhos de Edom no dia de Jerusalém, que diziam: Arruinai[-a], arruinai[-a], até ao seus fundamentos! Ah filha de Babilônia, que serás destruída! Bem-aventurado a quem te retribuir o que fizeste conosco. Bem-aventurado aquele tomar dos teus filhos, e lançá-los contra as pedras.
Copyright information for PorLivre