Song of Solomon 4

Ele: Como tu és bela, minha querida! Como tu és bela! Teus olhos por trás do véu são [como] pombas; teu cabelo é como um rebanho de cabras, que descem do monte Gileade. Teus dentes são como ovelhas tosquiadas, que sobem do lavatório; todas elas têm gêmeos, e nenhuma delas é estéril. Teus lábios são como uma fita de escarlate, e tua boca é bonita; tuas têmporas são como pedaços de romã por detrás do véu. Teu pescoço é como a torre de Davi, construída como fortaleza; mil escudos estão nela pendurados, todos escudos de guerreiros. Teus dois seios são como dois filhos gêmeos da corça, que pastam entre os lírios. Antes do dia nascer, e das sombras fugirem, irei ao monte de mirra, e ao morro do incenso. Tu és bela, minha querida! Não há defeito algum em ti. Vem comigo do Líbano, ó esposa minha, vem comigo do Líbano; desce do cume de Amaná, do cume de Senir e de Hermom, das montanhas das leoas, dos montes dos leopardos. Tomaste meu coração, minha irmã, minha esposa; tomaste o meu coração com um de teus olhos, com um colar de teu pescoço. 10 Como são agradáveis os teus amores, minha irmã, minha esposa! São bem melhores do que o vinho; e o cheiro de teus unguentos é melhor que todas as especiarias. 11 Favos de mel descem de teus lábios, ó esposa; mel e leite estão debaixo de tua língua; e o cheiro de teus vestidos é como o cheiro do Líbano. 12 Jardim fechado és tu, minha irmã, minha esposa; manancial fechado, uma fonte selada. 13 Tuas plantas são uma horta de romãs, com frutos excelentes: hena e nardo. 14 Nardo, açafrão, cálamo e canela; com todo tipo de árvores de incenso: mirra, aloés, com todas as melhores especiarias. 15 Tu és uma fonte de jardins, um poço de águas vivas que corre do Líbano. 16 Ela: Levanta-te, vento norte! E vem tu, vento sul! Assopra em meu jardim, para que espalhem os seus aromas! Que meu amado venha a seu jardim, e coma de seus excelentes frutos.
Copyright information for PorLivre